Sobre Fernando de Noronha

Os primeiros relatos oficias sobre o Arquipélago de Fernando de Noronha estão registrados nas cartas náuticas de Americo Vespucio no ano de 1503. O arquipélago que surgiu há aproximadamente 12 milhões de anos, através de uma série de erupções vulcânicas, é formado por 21 ilhas e ilhotas, que ocupam uma área de 26 km². A principal Ilha herdou o nome do fidalgo português e então donatário e financiador da expedição que o descobriu, Fernão de Loronha.

Entre os anos de 1534 à 1700 foi invadido algumas vezes por alemães, franceses, ingleses e holandeses. Noronha foi local de detenção de condenados entre 1737/1938 e também presídio político da União entre 1938/1942 e ainda devido a sua localização privilegiada, destacamento misto da II Guerra Mundial entre 1942/1945. Atualmente, além de Tesouro Nacional e Patrimônio Natural da Humanidade, Noronha é distrito estadual do estado de Pernanbuco desde 1988, após ter sido distrito federal entre 1942/1988. Tem seu destino gerido por um Administrador Geral, nomeado pelo Governador do Estado e referendado pela Assembleia Legislativa de PE. Fernando de Noronha vive da exploração racional do turismo, dentro das limitações impostas pelo seu delicado ecossistema e pelos órgãos de preservação da fauna e flora da Ilha.

Dicas

- A taxa de preservação de Fernando de Noronha, pode ser pago através do cartão de credito pelo site do governo de pernambuco www.noronha.pe.gov.br

- Para visitar algumas áreas (baías do Sueste e do Sancho, a praia do Leão e para fazer os passeios de barco que partem do Porto Santo Antônio) no Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (PARNAMAR) é necessário pagar um ingresso para visitação, que também pode ser pago através da internet. Para maiores informações acesse: www.parnanoronha.com.br/vendas/vendaonline.aspx

- No avião de preferencia a assentos na janela do lado esquerdo. Assim você garante as melhores vistas do arquipélago antes do pouso!

- A maioria dos estabelecimento da Ilha aceitam cartões de credito,mas é importante levar uma quantidade em dinheiro para atender alguma eventualidade. Na ilha existe apenas um banco, BANCO REAL (SANTANDER). Há também um Banco Postal BRADESCO, um agente da CEF e um caixa eletrônico no aeroporto para saques com cartão de crédito internacional e banco do Brasil.

- Ao fazer sua mala não esqueça de trazer roupas leves, um bom tênis ou papate para caminhadas, protetor solar, chapéu ou boné, óculos escuros e câmera fotográfica para registar as belezas de Noronha!